O termo “presidenta” está mesmo errado gramaticalmente?

Criada em 12/08/2016


São Paulo – Eleita para o comando do Supremo Tribunal Federal (STF), a ministra Cármen Lúcia deixou claro que prefere ser chamada de presidente e não de presidenta. Justificou a escolha pelo termo porque  “foi uma estudante, hoje é presidente e também uma amante da língua portuguesa”.

Com isso surge novamente a dúvida polêmica: presidenta está mesmo errado gramaticalmente? “Presidenta, segundo o ‘Aurélio’, é ‘mulher que preside’, distinta de presidente, que é ‘pessoa que preside’ ou ‘o presidente da República’”, diz o professor Reinaldo Passadori, presidente e CEO do Instituto Passadori.

Ou seja, o termo presidenta pode causar estranheza, mas não está incorreto. Estranheza essa porque a regra em português estabelece que palavras com os sufixos -ente, -ante e -inte são neutras, ou seja, não têm gênero, e podem ser usadas no masculino e no feminino, o que fez com o uso de presidente para mulheres fosse  sempre o mais frequente.

“Podemos dizer que presidenta foi uma apropriação da língua como forma de enaltecer a presença feminina na política, já que estes cargos normalmente são ocupados comumente por homens”, diz Passadori.

Sendo assim, é possível optar tanto por presidente como por presidenta sem fazer desfeita para língua portuguesa.

Fonte: http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/o-termo-presidenta-esta-mesmo-errado


Veja também

Vejam os nomes que estão na Lista de Edson Fachin

Guti faz visitas surpresas no HMU e postos da GCM

Guti anuncia mais oito nomes para seu governo

Equipe de Guti é ameaçada no Parque Alvorada