Dia Nacional de Combate ao Fumo

Criada em 29/08/2018


De acordo com um levantamento feito pelo Programa Estrada para a Saúde, do Instituto CCR, houve uma redução percentual de 35% de fumantes entre os caminhoneiros que frequentam as unidades instaladas nas rodovias do grupo em São Paulo. O levantamento, que contou com mais de 7 mil participantes, leva em conta dados do 1º semestre de 2018 em comparação ao mesmo período do ano passado.

A diminuição está muito além da média mundial em campanhas de conscientização e alinhada com metas globais, como a da Organização Mundial de Saúde. Segundo uma recente pesquisa global feita pelo periódico britânico The Lancet, no período entre 1990 e 2015, a porcentagem de fumantes diários no País caiu de 29% para 12% entre homens e de 19% para 8% entre mulheres. Já dados da OMS mostram que o Brasil pretende reduzir para menos de 50% a média de fumantes na população.

O programa Estrada para a Saúde é realizado pelas concessionárias do Grupo CCR e oferece acompanhamento contínuo e gratuito aos caminhoneiros, por meio de exames médicos, tratamento odontológico e outros serviços para melhorar a qualidade de vida e o bem-estar. O caminhoneiro pode fazer exames de glicemia, colesterol e pressão arterial; acuidade visual; cálculo de IMC; consultas especializadas com enfermeiros; tratamentos odontológicos preventivos; além de usufruir de serviços como corte de cabelo e massagem bioenergética. Os dados de relação ao sexo desde o início do programa de 2006 a 2018, é de 33.773 homens e de 988 mulheres caminhoneiras.


Veja também

Dia Nacional de Combate ao Fumo

Apesar de concessões do governo, caminhoneiros mantêm paralisação pelo 8º dia

Inverno 2018 mais frio dos últimos 100 anos. Mito ou Verdade?

SEMANA DA MULHER: Professoras lideram o ranking das ocupações femininas