Love Fest consolida Carnaval LGBTQ+ no Centro de São Paulo

Criada em 31/01/2018


Festival da diversidade une grandes artistas e os principais blocos da cidade

O Festival Love Fest, que ano passado reuniu milhares de foliões e realizou até um casamento gay umbandista durante o desfile https://www.youtube.com/watch?v=9pz-ol93EZw&t=6s sai pelo segundo ano consecutivo no Carnaval de Rua de São Paulo. O evento  LGBTQ+ (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e Queer - travestisdrag queenstransexuaispansexuais) celebra a diversidade unindo artistas, coletivos, e todo o público ligado ao tema, passando uma mensagem de paz e aceitação por meio da união, do amor, e, é claro, do fervo.

O festival acontecerá no dia 12 de fevereiro, segunda-feira, a partir das 12h, com concentração na Praça da República e término no Teatro Municipal às 20h. Este ano, As Bahias e a Cozinha Mineira comandam um dos dois carros de som, o Carro Apolo, e convidam MC Linn da QuebradaTássia Reis e Liniker para compor um show de 5 horas inédito com músicas e versões preparadas especialmente para o Carnaval.

Já no segundo trio, o Carro da Laje, blocos icônicos como Minhoqueens, Viemos do Egyto, Meu Santo é Pop, Domingo Ela Não Vai e Desculpa Qualquer Coisa, participam da festa. A cenografia dos carros, que são construídos pela Rua Livre especialmente para os desfiles, também foi desenvolvida ao redor do tema, além das apresentações artísticas e cunho ativista da folia.

O tema “Bota a Cara no Sol” vem da expressão trans que remete às dificuldades que o gênero encontra em viver na sociedade “à luz do dia”. É um grito pela liberdade do corpo e um convite explícito de auto aceitação e aceitação da comunidade para vivermos em harmonia.

Vozes do Carnaval no Love Fest

A Revolta da Lâmpada

O movimento nasce após agressões com lâmpadas fluorescentes, em novembro de 2010, na avenida PAULISTA  a pessoas LGBT. Parceiros desde o primeiro festival, o coletivo abre o Festival com o grito CORPO LIVRE, pela liberdade de todos os corpos.

FESTA AMEM:

A Festa Amém vem para o Love Fest pela primeira vez, iniciando a programação, na concentração. também acontecem performers e artistas do coletivo se apresentarão durante o percurso. Flip Couto, idealizador e produtor do coletivo, define AMEM como uma “festa performática que através da música, dança e outras linguagens artísticas discute raça, gênero, sexualidade e HIV/Aids.”

Gaymada SP:

Na concentração, Gaymada SP promove jogos de queimada para animar os foliões com muita diversidade nos times participantes. O coletivo se define da seguinte forma:  “A ideia do coletivo Gaymada São Paulo é trazer à Selva de Pedra mais cor em formato de partidas de queimada LGBTT, como forma de ocupar os espaços públicos com nossos corpinhos nada discretos, muito menos fora do meio e ,além disso, os jogos também têm o cunho de unir a comunidade LGBTT em um momento de descontração, diversão e lacração, bem como em uma competição saudável.”

 Sobre a Rua Livre e a atuação no  Carnaval

Com o propósito melhorar a experiência de vida e convivência nas Cidades, a Rua Livre desenvolve projetos transformadores em espaços urbanos por meio da articulação entre poder público, marcas e sociedade civil, atrelado a grande força de mídia e conteúdos de relevância cultural e social. A empresa atua no Carnaval de Rua há  oito anos, e em 2018 recebe patrocínio da Skol, Absolut, Blowtex e Novotel.

O Carnaval de Rua é um grande catalisador de todas as interações sociais - na soma ou no conflito. É um marco de resistência e ocupação urbana, da vontade que o brasileiro tem em expor sua cultura e sua alegria”, diz Estêvão Romane, diretor executivo da empresa. A Rua Livre tem cinco blocos próprios: Love Fest, SP Beats - um festival de música eletrônica; o BregsNice e o Bloco do Sidney Magal, trazendo o brega para a folia; e o Beatloko, um inusitado bloco de rap e, também, faz representação comercial para mais nove blocos da cidade, entre os mais consagrados, estão o Jegue Elétrico, Domingo Ela Não Vai , Ilu Obá de Min e Minhoqueens.

Mais atrações:

Alma Negrot

Draga da Quebrada

RoDrag

Bianca DellaFancy

Dellacroix

Alice Guél

Luana Hansen

Programação Completa:

LOVE FEST 2018

Concentração: 12h na Praça da República com Avenida Ipiranga.

Saída dos carros: 15h

Término: 19h50

Trajeto: Av. Ipiranga > Av. São Luís > Av. Xavier de Toledo > Theatro Municipal . Dispersão Largo Paissandu.

NA CONCENTRAÇÃO:

12h às 14h - Gaymada São Paulo (em breve abriremos as inscrições!)

12h às 14h - Festa Amem com DJ Miria Alves, MC Biel Lima e performance por Natasha Vergilio

14h às 14h50 - Bloco MinhoQueens + Bloco Meu Santo é Pop

14h50  às 15h - Abertura do Festival com Love Fest e A Revolta da Lâmpada

Carro Apolo:

15h às 20h:

As Bahias e a Cozinha Mineira convidam:

MC Linn da Quebrada

Liniker

Tássia Reis

Performances por: Alma Negrot (Raphael Jacques), Draga da Quebrada(Duda Leão Luiz), Rodrag (Rodrigo Costa), Bianca DellaFancy

Carro da Laje:

15h - Bloco Domingo Ela Não Vai

16h - Alice Guél + Dellacroix

16h20 - Desculpa Qualquer Coisa + performances Drag King e Ginger Moon

17h20 às 18h30 - Festa AMEM com Félix PimentaLuana Hansen + interação Kiara Felippe, Mayara Rosa, Ueriques Samuel, Andrew Lima

18h30 às 19h50 - Viemos do Egyto com Chineladaa, DJ Justy Divinal, Makunaima Krooner, Lua Lucas e Érica Hilton

+ Surpresas!!

Link do evento:

Mais informações:

Love Fest: https://www.facebook.com/lovefestbr/

Rua Livre: https://www.youtube.com/watch?v=Z_iYVg9iLSs


Veja também

Você gosta de viajar? Como conhecer o mundo ganhando pouco

Várias formas de diversão no Carnaval para crianças em SP

Love Fest consolida Carnaval LGBTQ+ no Centro de São Paulo

Banda EVA comanda Grito de Carnaval em bloco de rua nos Jardins, Zona Oeste de SP