Veículos começam a ser compactados

Criada em 21/02/2014


Da Redação

São Paulo deu início, na segunda (17), à compactação de veículos apreendidos criminalmente na capital. Os carros estavam depositados no pátio da Secretaria de Segurança Pública, localizado em Santo Amaro, na zona sul da cidade.

Chamada de "compactação", a ação é inédita no país e tem por objetivo descontaminar e destruir as carcaças. Todos os detritos e resíduos (como baterias, pneus e catalisadores) são recolhidos das carcaças antes do início do processo.

No pátio de Santo Amaro serão compactados [descontaminados e então compactados] 13.500 veículos, dos quais 62% já estão liberados

"Fizemos um leilão para a empresa que fará a compactação dessas carcaças, e temos uma licitação aberta para mais 32 mil. [Ao todo], chegaremos a 45 mil veículos", informou o governador Geraldo Alckmin.

A medida é o primeiro passo para resolver uma questão de mais de 25 anos, gerada por entraves judiciais que impediam a liberação desses veículos dos pátios. Em maio do ano passado, a Justiça autorizou que fossem realizados leilões dos 45 mil veículos apreendidos em pátios na cidade de São Paulo, atendendo a um pedido da Secretaria da Segurança Pública.

"Do ponto de vista da segurança, essa ação inibe a ação de receptores, de roubo de cargas e diminui o latrocínio. No que diz respeito ao meio ambiente, também estamos dando um grande passo, porque os fluídos dos veículos serão separados e reaproveitados", declarou o governador. Todo o material removido dos veículos recebe uma destinação conforme as normas ambientais.


Veja também

Parque do Ibirapuera receberá pela primeira vez "Festival das Lanternas Chinesas" em março

03 celulares são roubados por hora em São Paulo

SP realiza testagem de HIV no pré-Carnaval

Carnaval 2018 do CTN festeja a folia baiana dos anos 90 e 2000